sábado, 28 de junho de 2008

Mineirinho come-quieto?

Agência Estado

24/06/2008 - 14h52

Homem de BH faz mais sexo que o do Rio, indica estudo

Clarissa Thomé
NO Rio de Janeiro

Pesquisa sobre o comportamento sexual do brasileiro mostra que o mineiro não é tão quietinho quanto se imagina e nem o carioca tão fogoso quanto quer fazer parecer. Os primeiros resultados do Mosaico Brasil, levantamento feito pelo Projeto Sexualidade (ProSex) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, mostram que em Belo Horizonte os homens fazem mais sexo por semana do que no Rio de Janeiro (4 contra 3 vezes) e a média de relações por encontro também é maior (3 vezes para os mineiros e 2 para os cariocas).
Em Belo Horizonte, 41,5% dos entrevistados responderam ter mais de um encontro sexual por dia. No Rio, essa porcentagem caiu para 36,4% dos homens. Para os mineiros, o ideal seria fazer sexo oito vezes por semana. A média ideal do carioca fica entre sete e oito vezes. Já entre as mulheres, a situação se inverte: quase um terço das mineiras (28,7%) respondeu que nunca consegue chegar ao orgasmo.
Entre as cariocas, esse índice cai para 22,8%. A maioria das mulheres ouvidas em Belo Horizonte - mais de dois terços das entrevistadas - disseram que não fariam sexo sem envolvimento emocional. No Rio, 48,6% das mulheres teriam relações sexuais sem envolvimento. Entre os homens, 82,7% dos cariocas e 70,3% dos mineiros responderam que fariam sexo sem envolvimento.
O estudo, patrocinado pelo laboratório Pfizer, vai abranger 10 capitais no Brasil, com divulgação mensal dos resultados regionais. A primeira etapa da pesquisa foi feita com 1.715 pessoas - 550 homens e 362 mulheres do Rio de Janeiro e 417 homens e 386 mulheres Belo Horizonte. Os entrevistados foram convidados a responder um questionário, preenchido numa cabine individual. O documento era, então, depositado numa urna. Esse procedimento garantiu o sigilo da identidade do entrevistado.

Nenhum comentário: