sábado, 12 de julho de 2008

Notícias Bizarras da Semana - Ladrões

Assaltante dá um abraço em vítima antes de fugir

A polícia da cidade de Poplar Bluff, no sudeste do Estado americano do Missouri, está buscando um homem que, ao realizar um assalto à mão armada na última segunda-feira, deu um abraço na vítima antes de fugir. A vítima, Heath Chandler, 31 anos, disse à polícia que estava estacionando em um supermercado quando o homem se aproximou, apontou uma pistola para o seu estômago e pediu dinheiro. Chandler deu os US$ 25 que tinha na carteira. Depois de pegar o dinheiro, o homem levou a vítima até um jipe que tinha uma mulher no volante. Então, antes de entrar no carro e fugir, o assaltante deu um abraço na vítima. A polícia está estudando o vídeo do circuito interno do supermercado para identificar o suspeito.

Assaltante desiste de roubo após abraço coletivo

Um assaltante foi desarmado e desistiu do crime depois que suas supostas vítimas ofereceram um copo de vinho e lhe deram um abraço em grupo. Um grupo de amigos estava terminando de jantar no jardim de uma casa em Washington D.C., nos Estados Unidos, quando um homem apontou uma arma para a cabeça de uma adolescente de 14 anos e fez ameaças. "Me dê seu dinheiro ou eu vou atirar", disse ele, segundo a polícia e testemunhas. Todos ficaram em silêncio, em choque. Então uma das convidadas começou a falar com o assaltante. "Nós já estamos terminando de jantar. Por que você não toma uma taça de vinho conosco?", disse Cristina "Cha Cha" Rowan, 43 anos. Ele deu um gole na taça e disse: "Que vinho bom". O pai da menina que estava sob a mira da arma, Michael Rabdau, 51 anos, disse ao intruso para que levasse a taça. Cristina sugeriu que ele levasse a garrafa. O assaltante, já sem capuz, tomou outro gole e experimentou um pedaço de queijo Camembert. "Eu acho que eu vim à casa errada", disse ele. "Podem me dar um abraço?", pediu. Então Cristina, que trabalha em um escola infantil, se levantou e colocou os braços ao redor do assaltante. Logo depois, os outros seguiram o exemplo e se levantaram. "Podemos dar um abraço coletivo", perguntou então o assaltante. Todos concordaram. Minutos depois, o homem deixou o local levando uma taça cheia de vinho, mas sem roubar nada. A polícia foi chamda e só encontrou a taça vazia em um beco atrás da casa. Os policiais classificaram o episódio, que durou 10 minutos, de estranho, mas verdadeiro. Algumas das testemunhas acreditam que o intruso estava sob influência de drogas.

Nenhum comentário: