sábado, 5 de setembro de 2009

Causos - Política

MIGALHAS


Quarta-feira, 19 de agosto de 2009 - Migalhas nº 2.208.

Quem é o vi-vi-vi-ce ?

Campanha de 1996 para a prefeitura de Boa Vista, Roraima. De um lado, Ottomar Pinto, ex-governador, candidato a prefeito pelo PTB; de outro, Salomão Cruz, candidato pelo PSDB. Ottomar elegera para sucedê-lo, em 1994, Neudo Campos. Mas a fofoca era de que, ganhando a prefeitura, em 1996, poderia passar apenas dois anos na Municipalidade (pois voltaria ao governo em 1998), deixando o comando com Clodezir Filgueiras, chamado de Mimi, empresário do ramo de automóveis. Mimi era pouco conhecido na capital. Este escriba coordenava a campanha de Totó (como era chamado Ottomar) e Mimi. Passava em Boa Vista uma semana e voltava a São Paulo. No meio da campanha, recebo um telefonema aflito de Luiz Santoro, coordenador do programa de TV.

"Pelo amor de Deus, pegue um avião urgente. A campanha pegou fogo. Arrumaram um gaguinho e o cara aparece toda hora na TV, nos programas noturnos e nas inserções ao longo do dia, tentando perguntar com sua gagueira :

- Qu.qu...que...que..quem é o Vi-vi-vi-ce.. ? Estão chacoalhando nossa campanha. Totó e Mimi estão desesperados à sua procura. Temos de reagir."

Gozação geral

A cidade caía na gargalhada. O gaguinho fazia sucesso perguntando quem era Mimi. Tratava-se de um estratagema. A campanha de Salomão Cruz queria insinuar ao eleitorado que Ottomar, ganhando o pleito, passaria o bastão para Mimi. E quem seria este Mimi, que ninguém conhece ? "Você, eleitor, aprovaria um vice prefeito desconhecido no lugar do prefeito para governar a cidade ? "Era essa a cabreira tática dos opositores.

Corri para Boa Vista. Fui logo atrás do gaguinho. Percorri bairros e feiras, onde frequentava.

- Cadê o gaguinho, você conhece o gaguinho, uma grana para quem descobrir o gaguinho.
Depois de extenuante procura, achei o cara. Conversa vai, conversa vem, o gaguinho cedeu. Fomos, no cair da tarde, fazer uma gravação no mesmo lugar e com o mesmo plano da gravação adversária. Ele teria de dizer a mesma coisa como se fosse o repeteco do que vinha fazendo :

- Qu..em.qu..quem é o Vi-vi-vi-ce ?

Nesse instante, a câmera corta para Mimi, ao lado do gaguinho, que completa com um grande abraço no empresário Clodezir Filgueiras :

- Ah, o vi-vi-ce é meu ami...amigo Mi-mi.

Foi um estouro. Aproveitávamos o mote da campanha de Salomão, que funcionou como teaser (chamariz), para massificar o nome do vice.

Desapareceu pela madrugada

O gaguinho passou o restante da campanha numa cidade da Venezuela, que faz fronteira com Roraima, escondido na casa de uma irmã. Fomos deixá-lo, de madrugada, na estação.
Desapareceu. Para raiva dos adversários. Ficou calado o resto da campanha. Só apareceu após a vitória de Ottomar. Para repetir o refrão :

- Quem..quem..quem é o vi-vi-ce ? Ah, é meu amigo Mi-mi.

Não sei como ele está. Mas o gaguinho virou herói. Sabido como ele só.

Nenhum comentário: