sábado, 19 de dezembro de 2009

É o fim do mundo....

vejam este site...

http://www.igrejainternacional.com/fiel-pergunta/

alguns dos assuntos postados:

“Pastor Silas, estou grávida e quero saber se é permitido ao casal manter relações sexuais durante a gravidez. E se por exemplo, eu estiver esperando um bebê feminino, se ela pode engravidar com o esperma do meu marido.”
“Marivalda

É permitido. E o bebê pode engravidar apenas se for do sexo feminino. Se você suspeitar que sua filha está grávida, interrompa as relações sexuais, porque você corre o risco de engravidar o bebê do seu bebê, e isso pode trazer sérias complicações.
Pastor Silas”

Pastor Silas, meu nome é Cristiano Faria, tenho 22 anos e sou ex-axezeiro. Desde pequeno sempre gostei de música baiana. Tinha todos os LP’s da Daniela Mercury, Jera Samba, Ásia de Águia, Chiclete com Banana, ET Cetera.

Aos quinze anos fui à minha primeira micareta. Eu, que pela primeira vez, tive contatos com mulheres naquela festa, beijei mais de 15, fiquei maravilhado com aquilo. De onde surgiam tantas mulheres fáceis todas no mesmo local? Para alguém da minha idade aquilo era o paraíso.
Eu ia às micaretas, trios elétricos e shows de axé só para curtir mesmo e pegar as cachorronas do samba. Os trios-elétricos são caminhões Mercedes 608 modificadas para acomodar várias caixas de som e um palco. O carro vai andando seguida por uma multidão de ébrios e rostitutas com camisas todas iguais, os abadás. Nesta época passei a comprar CD’s de axé, tomava Schincariol lata e e usava abadás até para sair na rua, sem o menor senso do ridículo.Aos 20 anos, neste carnaval, enquanto seguia o trio elétrico Cláudia Leitte, meu amigo Eurico me ofereceu um frasco de aromatizante de ambiente de fabricação Argentina. No fundo do frasco lia-se ‘Fabricado en Argentina’. Eu agradeci à Erico e disse que estava bem, meu desodorante ainda não vencera. Ele riu-se e disse que aquilo era para inalar.

Tomei c oragem e sorvi todo aquele líquido transparente. Como uma onda a música começou a rodar ao contrário, tudo ficou devagar, neste momento compreendi todas as questões que alicerçam a filosofia e que a humanidade busca à tanto tempo: “Quem somos. De onde viemos. Para onde vamos.” Eu sabia todas as respostas, eu era um com o universo naquele instante.
Aproveitando o dom da onisciência, e tento em vista que o tempo se movia tão vagarosamente tive um arrombo de criatividade e achei que seria interessante passar a mão na bunda daquela morena gostosa na minha frente e depois fingir que não tinha sido eu.

Como no filme matrix, dei uma mãozada em sua anca voluptuosa e senti com calma, depois tirei e continuei dançando. Infelizmente, acho que o namorado dela também havia cheirado lança-perfume, porque ele conseguiu detectar meu movimento, embora tenha sido na velocidade do som, estimo.

A confusão se deu ali mesmo, meus amigos tentaram me defender, mas a fúria do namorado, unida àlguma arte marcial, talvez moai thai, nos deixaram em desvantagem.
Depois da surra fiquei inernete, no chão, enquanto era pisoteado pelos outros micareteiros embriagados que sequer me notavam. No meio daquela multidão surgiu um ponto de luz, brilhou uma ponta de esperança ao surgir um senhor com uma sacola preta. Era o Seu Nonato, um catador de latinhas, que por minha sorte era evangélico. Ele me colocou dentro de sua sacola e me puxou até a calçada, e lá eu contei a ele o que havia acontecido.

Seu Nonato me tranqüilizou, disse que também já tinha se envolvido com o Axé (Ele tinha sido bailarino do cantor Netinho), e Deus o havia tirado daquele antro de pederastia e consumo exacerbado de entorpecentes. Seu Nonato, que sempre carregava uma bíblia consegue, me levou para seu barraco, onde pude me recuperar da hepatite que adquirira com o uso de Schincariol em lata (2 R$) e me doutrinou no evangelho protestante. Hoje ingressei no pastoreio e sou um dos mais conceituados no meu ramo.

Deixo aqui meu relato e quero aproveitar para agradecer ao Pastor Silas pelo lindo trabalho prestado à sociedade mantendo este site evangelizador no ar.
Cristiano Faria.

Cristiano, seu testemunho de superação em Fé é lindo. Fico feliz que tenha conseguido achar ajuda. Fazendo uma analogia, Seu Nonato era uma flor nascida no lixo. Em meio à tantos jovens que não ligam pra política, estudo e nem sequer religião, um humilde catador de latas te resgatou da devassidão moral.

É sabido que o Axé é uma vertente do candomblé. As canções cantadas em rodas, deixaram os terreiros das Igrejas Católicas baianas e foram parar na boca dos incautos. O que poucos sabem é que as líricas destas músicas são forradas de mensagens subliminares, como esta que por exemplo, leva os jovens ao mundo das drogas:

Anjo!
Venha voar só no meu céu
Me pegue no teu colo
Que eu viajo
Além do horizonte...
Pirou minha cabeça e o coração,
Feito bola de sabão,
Me desmancho por você...

O anjo da música é Lúcifer, o anjo caído. Ela quer que ele a pegue no colo, fazendo referência àquele famoso dito: "No colo do capeta."
Na terceira e quarta estrofe ela "viaja além do horizonte". Viajar, na gíria dos toxicômanos é o efeito do entorpecente.

Na segunda estrofe as referências sobre drogas alucinógenas continuam: "Pirou minha cabeça e o coração." Além de estar alucinada mentalmente, seu coração ainda foi afetado, está com taquicardia, efeito comum nos usuários de maconha. O coração fica acelerado.
Então, espero que este alerta sirva de exemplo à todos os jovens que porventura cairam no axé em algum momento de suas vidas.

A Paz

Pastor Silas.

Nenhum comentário: