sábado, 16 de janeiro de 2010

Hipocrisia!

Enviado por Ricardo Noblat -
10.1.2010
15h09m

Deu no El País

As atribulações da senhora Robison

Famosa por seu extremismo religioso e puritanismo, a mulher do principal ministro de Ulter, na Irlanda do Norte, é protagonista de um escândalo político-sexual

Iris Robinson (na foto acima ao lado do marido) é um devotíssima cristã, protestante pentecostal e membro do Tabernáculo Metropolitano de Belfast. É também mulher do principal ministro da Irlanda do Norte, Peter Robison.
Ela mesma é deputada em Westminster e na Assembléia de Úlster, e bastante conhecida por sua forte personalidade e a tendência de apelar para a Bíblia de modo a justificar seu extremismo religioso e seu puritanismo nos costumes. Amaldiçoa o homossexualismo, por exemplo. E a infideidade conjugal.
Kirk McCambley é filho de um açougueiro de um bairro protestante de Belfast. Na época com 19 anos, tinha a madura Iris, na faixa dos 40, como uma de suas clientes. No leito de morte do pai de Kirk, Iris se comprometeu a cuidar do seu filho. Seu maternal desvelo por ele acabou convertendo-os em amantes.
Todo político, como qualquer cidadão, tem direito a uma vida privada. Mas um político que apela à religião para tentar impor um modelo de comportamento à sua comunidade, tem que ser consequente com seu credo. E dar o bom exemplo.
Iris Robinson é a mesma pessoa que, na fase das eleições primárias para a escolha dos candidatos à presidência dos Estados Unidos, censurou Hillary Clinton por ter perdoado as infidelidades do seu marido. "Nenhuma mulher pode aceitar o que ela tolerou quando seu marido era presidente. Ela só estava pensando no futuro de sua própria carreira", decretou Iris.
Há mais do que hipocrisia e adultério nas atuais atribulações da senhora Robinson.
Quando o pai de Kirk morreu, Iris decidiu transformar o amante em empresário. Conseguiu dinheiro com construtores amigos para que ele abrisse um café ao sul de Belfast. E sendo conselheira da prefeitura, conseguiu licença para a abertura do café.
Do dinheiro obtido para o amante, Iris ficou com 10%. Quando o romance acabou, Iris exigiu a devolução de todo o dinheiro - o equivalente a quase R$ 60 mil. Alegou que doaria metade para financiar as despesas de sua igreja. Foi quando estourou o escândalo.


Escândalo sexual afasta premiê norte-irlandês

Mulher de líder, que é deputada, teria favorecido o amante dela

AP, Afp, Efe e ReutersTamanho do texto? A A A ABELFAST

O primeiro-ministro da Irlanda do Norte, Peter Robinson, anunciou ontem que deixará temporariamente seu cargo enquanto a Justiça investiga sua conduta em um escândalo pessoal. O premiê será substituído pela ministra de Empresas, Arlene Foster, durante seis semanas. Robinson vinha sofrendo pressão para renunciar desde que a rede BBC revelou na semana passada que sua mulher, Iris, de 60 anos, ajudou a arrecadar US$ 80 mil para o amante dela, Kirk McCambley, de 21 anos, montar um café há dois anos.
"Como pai e como marido, devo dedicar tempo para me ocupar de assuntos familiares", disse Robinson em um comunicado. "Continuo garantindo que atuei de forma ética e é particularmente dolorido neste momento de grande trauma pessoal que eu tenha de me defender de uma acusação sem fundamento e mal-intencionada."
Robinson admitiu que sua mulher informou-lhe sobre o caso extraconjugal no início do ano passado. Segundo ele, ela tentou se suicidar depois que terminou com o amante por vergonha de ter traído o marido. Atualmente, Iris - que também é membro do Parlamento - passa por tratamento psiquiátrico em Belfast e deve anunciar em breve sua renúncia.
A BBC e alguns integrantes da oposição questionaram os motivos pelos quais o premiê não informou que sua mulher havia arrecadado a verba para interesses pessoais. Em resposta às críticas, Robinson ordenou uma investigação sobre sua conduta no episódio.
O escândalo surpreendeu a população do território porque tanto Robinson quanto Iris são extremamente religiosos e integrantes do movimento conservador. Após o fim do caso, o ex-amante de Iris tornou-se uma celebridade na internet e um ícone da comunidade homossexual, que busca por meio dele se vingar das declarações homofóbicas feitas por Iris enquanto estava no governo.
Instabilidade Política
As revelações sobre a vida privada do premiê enfureceram a base conservadora e ameaçam prejudicar a parceria entre o Partido Unionista Democrático (DUP), de origem protestante, com o Sinn Fein, legenda católica que tem laços com o grupo separatista Exército Republicano Irlandês (IRA).
A parceria entre os dois partidos é considerada crucial para manter o instável governo de poder compartilhado na Irlanda do Norte. O acordo entre as duas partes já está desgastado por causa de divergências sobre quem controlará o sistema judicial do território.
Autoridades da Grã-Bretanha já expressaram o temor de um tumulto possa prejudicar o processo de paz em um momento sensível.

Nenhum comentário: